Liderança de Puelito Kue | Guarani-Kaiowá


informe:

Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH) do Senado deve realizar na próxima semana uma audiência pública para tratar da situação dos índios Guarani-Kaiowá, ameaçados de expulsão de suas terras tradicionais na região de Dourados, no Mato Grosso do Sul. O presidente da Comissão, senador Paulo Paim (PT-RS), afirmou que pretende realizar o debate com as partes envolvidas no conflito o quanto antes. Para isso, ele pretende aprovar um requerimento na segunda-feira (29), quando a CDH se reúne às 9h.

 Podemos ter lá uma matança, um assassinato coletivo, ou genocídio. Não importa o nome, o que importa é que homens e mulheres índios poderão perder a vida devido ao conflito lá instalado – disse o senador em entrevista à Rádio Senado.

—-xxxx—–

Veja uma das lideranças da comunidade dando a real sobre o que está se passando por lá – produção da Associação Cultural de Realizadores Indígenas, em parceria com a Aty Guasu.

Um comentário sobre “Liderança de Puelito Kue | Guarani-Kaiowá

  1. Tupàn Ikatuhaw disse:

    A mesma ladainha que nós Brasileiros escutamos a vida inteira: “vocês são selvagens, vivem na selva como animais!” precisa finalmente ser repetida para os Europeus. Ou aqueles que aqui vivem e se identificam com o capitalismo e a maneira de viver dos colonizadores.

    Os próprios latifundiários brasileiros estão se comportando de forma idêntica aos Europeus 500 atrás. Praticam genocídio, agridem física e psicologicamente povos originários neste exato momento sem nenhuma represália da Justiça.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s