Bob Fernandes – Guarani Kaiowá: motivos, e reações


Fonte: Bob Fernandes

Neste ano de 2012 pelo menos outros 30 Kaiowá/Guarani se suicidaram no Mato Grosso do Sul.

Entre os anos de 1986 e 1999 – ano em estivemos na região e reservas/aldeias de Dourados o fotógrafo Luciano Andrade e eu- 308 jovens (entre 12 e 28 anos) índios haviam se suicidado. Mais de 90% deles por enforcamento. A SESAI (Secretaria Especial de Saúde Indígena, do Ministério da Saúde) informa oficialmente que entre os anos 2000 e 2011 outros 555 jovens Kaiowá/Guarani se suicidaram. Nunca suicídios “coletivos” como, por desinformação ou má intenção, se espalhou por aí.

“Tekoha” é expressão que, a grosso modo, significa lugar onde se pode viver da maneira tradicional. “Teko” quer dizer “jeito de ser”, jeito de viver, e “ha” é “lugar”. A luta dos Kaiowá/Guarani é pelo seu Tekoha.

O confinamento em espaços cada vez menores, a “mistura”, imposta, com outras etnias e raças, as decisões judiciais que levam à expulsão de suas terras, o cerco e assassinatos promovidos por pistoleiros e fazendeiros -sempre impunes- são alguns dos muitos motivos dessa tragédia. Tragédia que leva aos suicídios chamados “sansônicos”. Traduzindo: “suicídios de protesto”.

 

obs.: esse jornalista tem minha admiração.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s