Perdoando Deus *


*melhor seria (é): “Pedindo perdão à Deus”.

 

De repente,  no meio de dezenas de páginas de sites abertas a minha frente, e-mails precisando de respostas e outras funções que me levavam para um mundinho alheio ao meu coração, senti a necessidade de pedir perdão à Deus. Perdão por não acreditar.

Parece engraçado falar isso. Mas um dia eu não acreditei no amor.  Sim, no a-m-o-r.  Essas quatro letrinhas reunidas que movem o mundo e de grande significado espiritual, muito mais do que material. Eu sei lá no que acreditava até então. Acho até que acreditava no amor e tal, mas sentia medo de admitir isso. Admitir que eu preciso sempre de alguém – meus pais, irmãos, amigos, companheiro, filhos. Sempre precisarei de alguém e pelo que me conheço, eu não queria aceitar que essa é a ordem das coisas.

Meus pais são meu exemplo de amor. Mesmo com as dificuldades do dia a dia, inúmeras vezes acordei de manhãzinha e eles estavam conversando coisas da vida, dos sonhos da infância, dos filhos. E eu achava tão bonito ouvi-los conversar sobre a vida de maneira tranquila e o dia amanhecendo lá fora… mas não entendia que o amor é isso. É simples.

Acho que todas as vezes que eu disse pra alguém que eu não acreditava no amor, eu fechei os olhos pra bondade de Deus. Não tem como dissociar uma coisa da outra. Deus é Amor. E mesmo que a descrença que eu tinha estava associada ao amor ‘homem e mulher’, esse amor também é Deus. E eu quis ignora-lo.

Hoje, passado alguns anos e tropeços na tentativa racional de acertar, sinto que isso começou a pesar –  o que tem motivado essa necessidade de pedir perdão à Deus. Já faz tempo que eu penso no assunto, mas deixei que o coração dissesse a hora certa e eu só executaria a minha árdua tarefa de reconhecer que eu estava errada esse tempo todo. Que, por vontade própria, me enganei. Então, vamos lá:

Deus, eu sei que o sr não vai ler meu blog, mas sabe o que se passa dentro do meu coração. Assim como sabe também da minha necessidade de registrar com palavras (ditas ou escritas) meus sentimentos, sejam de dor ou alegrias, pra que eles transformem-se, renovem-se e se fortaleçam. Peço perdão pelas vezes que busquei me enganar e procurei o caminho da ignorância com o único objetivo de achar que sozinha eu era capaz – agora sei que não sou.

Continuemos bons amigos, pai e filha.

Imagem

2 comentários sobre “Perdoando Deus *

  1. Tânia Mara Moraes Amazonas disse:

    Deus leu o seu blog e lhe inspira todos os dias. Sente com você todos os sentimentos, inseguranças, tristezas, felicidades e alegrias. Trilha ao seu lado e no seu coração o seu caminho te amando do seu jeito. Ao contrário de nós Ele lembra sempre que esse é o caminho certo da evolução para frente e para o alto. Pedir perdão à Deus é um gesto de puro amor e ELE se derrete todo em Luz pra você

  2. Erica Bentes Araújo disse:

    Boa reflexão… um dia também pensei “meu Deus acho que não vou aguentar”, então veio outro momento mais difícil, que mostrou pra mim que sou sim capaz de suportar😀 Hoje venho agradecendo a Deus tb, e dizendo a Ele “meu Deus muito grata por tudo, não me deixe mais resmungar!” hehehe. Temos Alguém que não nos desampara, se segure Nele. Abraços saudosos.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s