Piratão #04: Coletivo Filé de Peixe


O coletivo Filé de Peixe realizará nos dias 09 e 10 de janeiro de 2010, na praça da República na cidade de Belém do Pará, e com apoio da Faculdade de Artes Visuais do ICA/UFPA, o projeto PIRATÃO: Vide Convergências!

Contemplado pelo programa REDE NACIONAL FUNARTE ARTES VISUAIS, PIRATÃO: Vide Convergências, a partir do contraste potencializado pela triangulação entre artistas e pensadores do Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro e Pará, quer ampliar a percepção crítico-analítica das iniciativas desenvolvidas em cada um desses locais, bem como gerar troca de experiências e de estratégias empregadas para se produzir e difundir bens artísticos voltados para o campo audiovisual.

Video-registro da performance PIRATÃO # 04, realizada no SPA das Artes 2009, na cidade do Recife, nos dias 18 e 19/09.

PIRATÃO é uma prática artística que investiga e simula a economia informal e pirata como situação para inserção, visibilidade, acesso e circulação a trabalhos de videoarte. A ação desdobra-se a partir da comercialização de um objeto do coletivo Filé de Peixe denominado ENCARTADO. Francamente inspirados nos dvds piratas comercializados informalmente, os ENCARTADOS consistem numa mídia dvd + encarte + carimbo manual + vídeos apropriados.

Os ENCARTADOS reproduzem infinitamente os vídeos do acervo do coletivo Filé de Peixe, mantendo-se, contudo, únicos enquanto objetos, já que são manualmente carimbados, com número de série que não se repete, portando marcas e intervenções do processo caseiro e não industrial de produção.

Os ENCARTADOS são objetos performáticos, elementos constitutivos da ação, comercializados somente no momento do PIRATÃO, aos moldes e preços praticados pelos camelôs: “1 é 5(reais), 3 é 10(reais)”.

No local da ação há um televisão e um aparelho de DVD para que os vídeos comprados sejam testados, assim, “comprou: testou, testou: exibiu!”

Ao término de cada ação, é realizada a SESSÃO PIRATA: uma seleção variada de videoartes, com uma hora de duração, sem divulgar previamente o seu conteúdo, sem pedir autorização aos autores, nem sequer informá-los. As pessoas ficam sabendo apenas onde e quando, e comparecem para uma sessão surpresa. O conteúdo de cada SESSÃO PIRATA é divulgado posteriormente, no site do coletivo Filé de Peixe. Acesse clicando aqui.

A ação já foi realizada no Rio de Janeiro(duas edições), Porto Alegre, e em Recife, no SPA das Artes 2009.

Ao se deslocar, PIRATÃO difunde/exibe por outros lugares o acervo de vídeos aglutinado no local de origem do coletivo, na mesma medida em que gera condições para que novos trabalhos de artistas locais sejam incorporados ao projeto, difundindo-se em seqüência, num movimento polinizador que opera constantemente aglutinação deslocamento difusão.

Com isso, PIRATÃO ativa redes de troca em torno da produção audivisual voltada para o campo das artes plásticas, evidenciando a novíssima e vasta produção no campo da videoarte, facilitando o acesso/contato com trabalhos clássicos, propiciando um ponto aglutinação e difusão desse trabalhos a partir de um modelo que faz referência ao comércio popular, informal e pirata.

Envie seu material para:

CAIXA POSTAL 3597

CEP.: 20010-974

RIO DE JANEIRO – RJ

*Os vídeos devem ser enviados gravados numa mídia DVD, preferencialmente em formato AVI.

*Você pode enviar um ou vários trabalhos seus, mas identifique cada um com título, nome do(s) autor(es) e ano de realização.

Fonte: Etétuba e Canal Coletivo Filé de Peixe (Youtube)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s