Enquanto pessoas fazem suas preces pra que São Pedro dê uma tréqua e a ausência da chuva devolva ao povo o direito de voltar pra casa e recomeçar a vida, a água do Tapajós invade a praça da Matriz e faz da diocese de Santarém uma espécie de pintura. Um quadro triste e real da ação da natureza sobre a ação do homem. Ou seria a consequencia da ação do homem sobre a natureza?

Igreja Matriz de Santarém

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s