Com os pés no chão


Diário do Pará – Festa e euforia em Santarém. Ingredientes do torcedor alvinegro para saudar a primeira colocação do São Raimundo no Campeonato Paraense 2009, depois de vencer o Ananindeua por 2 a 1 na noite da última quinta-feira (2) e ser beneficiado pela derrota do Paysandu pelo mesmo placar diante do Águia. Fazendo campanha melhor que no primeiro turno, a Pantera mocoronga agora mira o Azulão. E dessa vez o título não pode escapar.

Na Taça Cidade de Belém – equivalente ao primeiro turno o São Raimundo jogou os sete jogos da fase de classificação na capital e conseguiu quatro vitórias, um empate e duas derrotas, terminando na segunda colocação com 13 pontos. Na segunda metade do Parazão – na Taça Estado do Pará -, fazendo todas as suas partidas em Santarém, acumulou cinco vitórias, um empate e apenas uma derrota, terminado como líder da competição com 16 pontos.

A melhora da equipe não é tão comemorada pelo técnico Válter Lima, que prefere contemporizar. “Fizemos só um pouco melhor”, diz com modéstia. Ao contrário da decisão das semifinais, o time santareno não terá o Clube do Remo pela frente e nem o Paysandu. O adversário é o Águia de Marabá. Mas evitar o duelo com os grandes, para Valtinho, não faz diferença. “Os confrontos são inevitáveis. É claro que para Remo e Paysandu pesa a força das torcidas, mas não temos como evitar, ou seria agora, ou pode ser depois”, disse.

O alvinegro do Tapajós joga por um empate dentro de casa no embate contra o time marabaense e, provavelmente, com mais de 15 mil vozes de incentivo vindas das arquibancadas do estádio Jader Barbalho, o Barbalhão. A partir de agora cada partida será decisiva para o São Raimundo, e Válter Lima continua com os pés no chão. “Todas as equipes chegaram com mérito às finais. O Águia é uma das equipes mais qualificadas da competição e tenho certeza de que vai ser um jogo disputado”, previu.

Anúncios