Quem pede? O quê? A quem?


Essa é uma das imagens que mais me chamou a atenção em São Luis. Enquanto subiamos uma das escadarias do Centro Histórico pra irmos pro restaurante vimos a cena que mais parece uma poesia em forma de gente. A senhora pedindo esmola. E eu, a imagem dela.

juliane-oliveira-sao-luis
Lembro que um amigo comentou: ‘Ela tentou esconder o rosto’.
Esconder? Como esconder a composição de uma poesia que não precisa de palavras para se expressar? Como esconder a rima?

Anúncios

9 comentários sobre “Quem pede? O quê? A quem?

  1. Cleiton Pesosa disse:

    Você a viu como poesia.
    e talvez a rima se apóie no fato de que;
    Há pessoas que a vêem como mendiga,
    Outras como avó
    talvez algumas lhe dêem esmolas por dó,
    mas nunca podemos negar o fato
    de que ela está ali sempre só
    buscando algo que queremos, todos nós
    sobreviver, sempre, de qualquer forma.

    abraços

  2. Tânia disse:

    Não sinto, nem vejo poesia nesta imagem. Poesia é suavidade, alegria, uma saudade, águas, paisagens e pessoas. Até a tristeza da poesia não machuca tanto e a melancolia não dói como a imagem desta Senhora pedindo esmola.

  3. [M]. Cartágenes disse:

    Poesia é qualquer coisa que aos olhos do autor tenha um contexto um sentido, uma mensagem oculta ou não. Lembro-me desse dia, e ela estava envergonhada pelo fato de tu ter tirado a foto. Mas, não deixa de serem poéticas as várias óticas e mensagens que tiramos disso. Infelizmente poesia é vista apenas como “coisas que falam à alma”, mas poesia diz respeito à psique e intelecto também!

    Paz aê broto, sinto tu falta!

    • JOSEANE STAR disse:

      Concordo com você, a foto deveria ser tirada somente por vontade própria da pessoa que foi fotografada!

  4. Karla disse:

    se a senhora estava envergonhada, deveria não ter feito a foto ou pelo menos ter tido a consideração de não divulgá-la. Respeito é bom.

  5. Modigliani disse:

    Ola pessoal!
    Moro em São Luis e passo todos os dias nesta escadaria e esta senhora esta la todos os dias…
    Abandonada pela familia, quase cega, a unica coisa que restou foi esta escadaria.
    para muitos “Sorrisos, decaso, sem importancia, sem solidariedade”…
    À espera de alguem pra conversar, nossa!..ninguem se promove! Vergonha? Discriminação? poucos querem saber ao menos de onde ela veio….
    seu alimento por muitas vezes é um resto de um bandeco (pf) que alguem cuspiu dentro.
    Se isso for poesia, poetas vivem a custa da miseria do proximo.

  6. JOSEANE STAR disse:

    Eu gosto muito de poesias…. e vejo que um poeta ou poetisa, se inspira até mesmo nas tristezas desse mundo.Não há poesias falando somente de alegria! se não, não haveria essa forma de expressar críticas á nossa realidade. Tewnho certeza que se fosse escrever você Juliane escreveria críticas a´respeito disso TUDO!

  7. JOSEANE STAR disse:

    Olha a realidade,
    será se é verdade?

    Nossa quanta vergonha,
    Será se é essa poesia que diz: SORRIA, SORRIA!
    Retratandoo que você sonha?

    Faça uma crítica, escreva,
    Escreva palavras (como disse o Cleiton)
    com esssa história veja:
    Que ninguém almeja!

    É preciso ação e a ajuda em
    Em sinal de ética e não de dó
    ÉTICA! é preciso sentir,
    Sentir o gosto da realidade
    E da moral!

    Oh! senhora és rica
    És humilde e tem coragem.
    Mostra ter atitude, fecha a porta da vida
    Que ás vezes ilude!

    ABRACINHOS…..

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s